Inquietação literária

Se as livrarias soubessem da agonia que me toma neste momento, teriam todos os seus livros à mão, prontos para a venda.

– Produto indisponível
– Produto indisponível
– Produto indisponível
– Produto indisponível
– Produto indisponível

Desde agosto do ano passado a quantidade de livros que desapareceram das prateleiras só aumentou. Não deveríamos precisar encomendar Thomas Mann, Gabriel Garcia Márquez, James Joyce, Willian Faulkner, etc. Aliás, quero ler O som e a fúria de William Faulkner, mas adivinhem? – Produto indisponível.

Apocalipse das livrarias. A Saraiva de 3 andares do lado de casa não tem à pronta entrega NENHUM dos autores acima, não é necessário falar da Livraria Cultura. Estamos a citar a crise das duas maiores livrarias do Brasil. Não vou entrar nos pormenores jornalísticos aqui, vocês já devem saber bem do que estou falando, afinal, não é de hoje.

Não que eu me importe em esperar de 3 à 5 dias úteis para ler tal livro… mentira, me importo horrores, fico ansiosa e começo a ler até bula de remédio.

O Sebo do Messias, maior Sebo do Brasil (aqui me gabo ao dizer que fica à 400 metros da minha residência) está melhor do que a Saraiva. Ele tem à pronta entrega Thomas Mann, tem Gabriel Garcia Márquez, James Joyce e Willian Faulkner, tudo bem, ele pode não ter a exata obra que eu procuro de um ou outro destes autores, mas ei, ao menos o Sr. Messias tem. Hoje fui até o seu sebo, ele me atendeu em meio à correria, já virei um rosto conhecido por lá, perguntou se achei o que procurava, eu disse que sim, seu sebo sempre está lotado. Depois passei na Saraiva (aquela de 3 andares) só por curiosidade, ora, se contei 6 seres humanos eram muitos.

Nota importante: não sou ingênua, sei que se o sebo está lotado, muito provavelmente é porque outros livros tais como Os Mortos de James Joyce está R$15,00 no Sr. Messias à pronta entrega, enquanto na Saraiva logo à frente, do outro lado da calçada está R$ 54,00 com 3 à 5 dias úteis de entrega.

Segunda nota importante: No fundo me sinto mal em comprar no Sebo. Sei que através dele o meu dinheiro não chega a escritor(a)/editora algum(a), nem vivo(a), nem morto(a). É um grande dilema, fiquei até triste em admitir.

– Rejane Leopoldino

 

 

 

Anúncios

10 comentários em “Inquietação literária

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s